Depois do escritório é que a gente ganha um dinheirinho! Esta pergunta tem pintado em meu e-mail quase semanalmente. Já a bordei em outros momentos aqui, mas não custa nada reforçar. Você pode e deve se considerar um freelancer. Cada um escolhe a melhor maneira de fazer seus projetos, sejam paralelos ou não.

Uns, preferem, ou podem, ou precisam, dedicar-se integralmente, como pequenas empresas/consultores independentes. Outros, por realidade pessoal ou oportunidade diversas, precisam recorrer a uma remuneração fixa e complementá-la em outros horários.

Se você parar para pensar, os dois modelos demandam dedicação, disciplina, organização, métodos e posturas semelhantes. O segundo, além de tudo isso, faz com que você tenha mais jogo de cintura, para poder marcar reuniões em locais e horários pouco convencionais.

Tenho visto o primeiro modelo sendo o preferido por quem está começando e o segundo, porquem já tem alguma experiência.

E vocês o que acham?


Entre para a Equipe de Patrões do Carreirasolo.org para ter conteúdo exclusivo, acesso especial e mentoria online. Clique no botão abaixo para contribuir e receber recompensas exclusivas: