Quando eu era criança, um dos meus grandes sonhos era ter um daqueles helicópteros de controle remoto. Na minha cabeça, aqueles eram os brinquedos “mais legais” que um ser humano poderia ter na vida.

Como esses brinquedos eram bastante caros e meus pais nunca tiveram dinheiro para me dar um, com o tempo esse desejo foi se dissipando até desaparecer completamente, já na vida adulta.

Até que surgiram os Drones.

Tecnicamente, os drones existem desde meados do século XX (há registros do uso de drones na Guerra do Vietnã) quando eram desenvolvidos e usados exclusivamente para fins militares. Mas foi somente com o grande “salto” das tecnologias de comunicação por satélite e forte interesse das empresas privadas em desenvolver drones mais acessíveis ao público geral, que estes dispositivos fascinantes começaram a chegar ao alcance de todos.

Uma prova disso é a popularização dos drones nos vídeos do Youtube.

Tudo isso é lindo. Mas e se eu te disser que, muito mais que possibilidades de diversão, essa “democratização” dos drones está criando novas profissões?

Especialista em Drones: Uma daquelas profissões que parece boa demais para ser verdade

Especialistas em Drones podem focar, basicamente, em duas áreas distintas: desenvolvimento ou pilotagem.

Os desenvolvedores, como o nome sugere, são os profissionais responsáveis por desenvolver softwares e hardwares específicos para melhorar a performance dos drones em termos de rendimento e qualidade voo, tornar a experiência do piloto a mais fácil possível e garantir a segurança dos equipamentos e pessoas envolvidas.

Já os pilotos são os profissionais que irão controlar os drones em determinada tarefa, seja esta uma operação militar, filmagens aéreas, serviços de entrega ou até mesmo em corridas de drones, que já são consideradas pela ESPN um esporte como qualquer outro.

Apesar de não existirem dados oficiais sobre o mercado para especialistas em drones no Brasil, basta uma pesquisa rápida no Google para encontrar dezenas de empresas que prestam algum tipo de serviço por meio de drones, como filmagens aéreas, reconhecimento de áreas isoladas, mapeamento de terrenos e até mesmo “simulação de vista” para apartamentos que ainda estão na planta.

Isso sem falar nas centenas (se não milhares) de outros serviços que irão surgir nos próximos anos com os avanços na tecnologia de filmagem, prolongamento da duração da bateria e adição de outras funcionalidades aos equipamentos.

Como se tornar um Especialista em Drones

Sem querer ser motivacional demais, mas já sendo, especialistas em drones precisam gostar e estar dispostos a enfrentar desafios. Isso porque, por ser uma tecnologia relativamente nova, ainda existem diversas barreiras técnicas que precisarão ser resolvidas nos próximos anos.

Um ótimo exemplo é a duração da bateria. Drones mais modernos para uso comercial são capazes de voar, em média, 20 minutos sem uma nova recarga na bateria. Esse tempo é o suficiente para filmagens aéreas ou mesmo reconhecimento de terrenos menores, mas para outros serviços como os de entrega, por exemplo, grandes avanços ainda precisam ser feitos.

Sobre os conhecimentos técnicos, eles estão mais relacionados à programação, eletromecânica, aerodinâmica e robótica. Mas calma, isso não quer dizer que você precisa enfrentar quatro ou cinco anos de faculdade para se tornar um especialista em drones.

Na verdade, se levarmos em consideração a dificuldade das faculdades em se atualizar no mesmo ritmo que o mercado, elas deveriam ser a última opção para quem deseja seguir uma profissão como essa.

Como os drones estão relacionados mais à Economia Criativa e os profissionais que existem hoje não suprem a demanda do mercado, a oportunidade está aberta para qualquer pessoa disposta a estudar a se profissionalizar no desenvolvimento e/ou pilotagem de drones.

Por onde começar?

Se tornar um especialista em drones e fazer parte desta nova revolução da Economia Criativa é ótima e muito motivador, mas e para os meros mortais que estão fascinados com a ideia mas não sabem por onde começar, qual seria o primeiro passo na prática?

Felizmente, a resposta é mais simples do que se imagina: se juntar àquelas pessoas que já começaram o mesmo caminho que você deseja percorrer.

O Exosphere Academy é um programa de imersão que acontece durante 8 semanas na cidade de Palhoça (SC), cujo objetivo é proporcionar todas os conhecimentos e habilidades para aquelas pessoas que desejam se dedicar as diversas revoluções tecnológicas relacionadas à Economia Criativa.

E, obviamente, o desenvolvimento de drones não poderia ficar de fora.

E você, acha que essa profissão tem futuro? Quais são os maiores desafios que você consegue ver nesta indústria? Vamos continuar esta conversa nos comentários!